OBJECTIVO POLÌTICO DO FPA PARA ANGOLA

 I - Fundamentação:

 

Oposição angolana Verdadeira (F.P.A.) é o Movimento político dos cidadãos angolanos, que defendem inequivocamente a democracia e procuram na democrática verdadeira a solução dos problemas nacionais e a resposta às exigências políticas de Angola.

 

II - Das Propostas:

 

ESTADO DE DIREITO

 

Eliminar o regime político da mafia do MPLA e da UNITA (desde ano 1992 existe),

Eliminar o regime político da mafia no poder de angola,

Eliminar todos os mafiosos estrangeiros e os assassinos no poder de Angola

Eliminar a corrupção e o compadrio.

Forçar os direitos do povo angolano de viver,

Forçar os direitos de Manifestação, Demonstração e da Impresa (Press),

Resolver os assuntos de Cabinda (enclave Angolano),  

Forçar os direitos a história de Angola,

Concursos públicos transparentes.

Anular os negócios lesivos e criminosos do Estado e responsabilizaros seus autores e beneficiários.

Demissão imediata do Governo quando viole o limite do défice imposto pela CCF ou afixado na ANG.

 

EMPREGO

 

Eliminar a discriminação dos direitos dos trabalhadores angolanos 

Eliminar a discriminação  entre o povo angolano do Norte e do Sul,

Eliminar a discriminação entre o povo angolano preto e branco,

Eliminar a discriminação entre cidadão angolana e cidadão estrangeira,
Salários Iguais para os angolanos e os estrangeiros que vivem em Angola, 

Aumento do saláriomínimo nacional.

Acabar com os falsos recibosverdes.

Contra qualquer alteraçãoa o período experimental.

Pela manutenção da indemnização legal.

Rendimento mínimo com trabalho.

Pela contratação colectiva.

 

AGRICULTURA EPESCAS

 

Recuperação dos sectores agrícolas tradicionais e da frota pesqueira.

Quotas de venda dos produtos nacionais nas grandes superfícies.

Subsídios idênticos aos de outros países da Africa, Europa e America 

 

JUSTIÇA

 

A Justiça em nome do Povo, contra lobbies.
Recuperação o poder de Angola nas mãos dos Estrangeiros do MPLA, 

Eliminar o mandato do presidente de muitos anos no poder,  

Eliminar a discriminação do povo preto (negro) em Angola,

Eliminar os assassinos corruptos e os mafiosos no poder de Angola,

Eliminar o roubo do dinheiro pelo o Presidente de Angola,

Eliminar o roubo do dinheiro de Angola e levar no exterior de Angola,

Eliminar os direitos dos politicos angolanos de fazer as Contas Bancárias no exterior,

Eliminar os estrangeiros nas actividades politicas e militares de Angola, 

Fazer todos os Chefes do regime da mafia em Angola, o processo no tribunal.  

Eliminar a discriminação e matar os politicos e as pessoas pelo presidente da República,

Forçar os direitos do povo angolano na justiça de Angola,

Publicitação de listas de espera nos tribunais.

Isenção de taxa de Justiça nos acidentes de trabalho e de viação.

Independência dos Tribunais e da Justiça angolana,  

Apoio Judiciário para pessoas singulares e colectivas.

Respeito todos os herois da independência de Angola do ano 1975,

Sufrágio universal dos Conselhos Superiores e dos Presidentes dos Tribunais Superiores

 

EDUCAÇÃO

 

Eliminar a discriminação do povo em Angola,

Eliminação deste modelo de avaliação dos Professores e aumenta de Salários para os Professores angolanos, 

As crianças, devem adquirir capacidade de expressão e raciocínio lógico.

Aos adolescentes deve serpremiado o conhecimento e a atitude.

Aos universitários devem ser ministrados cursos competitivos no mercado global.

O Estado não pode ofender a integridade intelectual dos Professores, nem a soberania dos Conselhos Executivos .

 

SEGURANÇA

 

Eliminar os mandatos do presidente da República, e proclamar uma nova República Federal de Angola, para bens para os povos de Angola,

Eliminar a política da mafia no regime e no governo de Angola,

Eliminar a mafia no poder de Angola,

Eliminar os estrangeiros nas actividades politicas e militares de Angola,

Polícias para defender o poder do povo angolano,

Mais esquadras de bairro.

Eliminar a mafia entre o Presidente da República, politicos e a Policia angolana.

Eliminar a mafia na politica angolana,  

Câmaras de vigilância, contra o chip.

Descontos CGA para os remunerados.

Todos os militares da FAA para a FP. para garantir o poder do povo angolano,  

O Dono do poder de Angola é o povo angolano, o poder de Presidente terá um poder de trabalhar, não é de roubar e matar as pessoas e os politicos em Angola, 

Quando um presidente ou politicos mata ou rouba, merece ser detido e preso peloo tribunal nacional como todas as pessoas em Angola,  

Adiantamento/ Crimesviolentos.

 

SAÚDE

 

Reforço do Serviço Nacional de Saúde.

Os Tratamentos sem pago para o povo angolano,  

Mais médicos de família.

Fim ás Taxas Moderadoras.

Indemnização pela negligência médica.

Acabar com as listas de espera.

Eliminar a discriminação nos hospitais,

Eliminar a discriminação dos angolanos pretos  

Eliminar matar as pessoas no acordo do presidente nos hospitais de Angola,   

 

OBRAS PÚBLICAS

 

Fusão de Empresas no Sector Ferroviário.

Contra a privatização da riqueza do povo angolano .

Contra a mafia e outras obras ruinosas.

Contra as parcerias público – privadas.

Reposição dos cortes salariais.

 

JUVENTUDE À RASCA

 

Eliminar a discriminação dos direitos da Juventude em Angola,

Eliminar a discriminação e matar Juventude, 

Eliminar a discriminação dos direitos dos angolanos na escola,

Combater a precariedade no trabalho.

Apoio aos Empreendorismoe à  Inovação.

Apoios à 1ª Habitação.

Outros incentivos à fixação em Angola.  

Objectivo da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para bens do povo angolano: O Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa, Manuel Rodrigues, Informou ao População Angolana.  

A Oposição Angolana Verdadeira (FPA), foi fundado no dia 27 de Maio de 1992, para renovar a democracia em Angola, como o melhor de todas as formas conhecidas de governo. Queremos que os cidadãos em eleições futuras, um programa para soluções de problemas e melhorias em todas as áreas oferecem para iniciar uma orientada para o futuro, a renovação ecológica liberal e moderada. O sistema actualmente existente não é errado, mas duro, emaranhado, e corrompido.

Nós queremos mudar.

Não estamos sujeitos ao erro presunçoso dos políticos estabelecidos para lidar com as tarefas e os problemas do futuro sem grandes assistência especializada. Queremos envolver profissionais qualificados e experientes nas respectivas áreas muito no trabalho político.

Actualmente não realizar verdadeiros representantes do povo, mas na sua maioria funcionários do Estado e do partido que não o fazem - como outros trabalhadores ou trabalhadores por conta própria.

O resultado dessa elite parlamentar unilateral são as leis e órgãos administrativos, que são cada vez mais apenas um com o outro, e também um contra o outro negócio (processos judiciais constitucionais, etc) e tornar-se cada vez mais longe da verdadeira vontade do povo e os problemas das pessoas, e conduzir a dívida nacional ainda.

O Estado burocratas é uma realidade.

Queremos criar um amplo movimento de cidadãos, cujo "Cidadãos burocratas do governo do Estado, em vez de" meta de longo prazo coloca o sistema antigo em uma nova ordem.

Estamos relutantes em usar os termos "esquerda" ou "direita", porque são muitas vezes vítimas de abusos, para exortar os dissidentes políticos.  

Meio preferido de fornecimento de instalações para a criança e os cuidados juventude, assistência razoável e adequada para as famílias monoparentais, planejamento de recursos de longo prazo para os cursos de enfermagem de acordo com as necessidades futuras.

Concentração da empresa espalhados por muitos assistência social separado e responsabilidades de apoio à jurisdição de um único estado, garantindo uma oferta igual ao mínimo de subsistência básica mensal para todos os verdadeiramente necessitados, e apenas por isso. Esta reforma estrutural deve ser gradual, mas começará imediatamente.

Introdução de um "serviço social" para as mulheres e homens com a idade de 18 Ano de vida, se eles não podem pagar o serviço militar ou o serviço alternativo.

Igualdade e benefícios fiscais famílias ainda muito carentes com crianças, ea implementação imediata da decisão do tribunal federal integral na subsistência livre de impostos. Não é mais tempo que as famílias na faixa de renda média, a mãe das crianças devem ir trabalhar, porque caso contrário, não é suficiente. As crianças ea família precisam de sua mãe o dia todo!

Aperfeiçoamento do Verde e treinamento. Um bom sistema de ensino é a melhor garantia de sobrevivência para o nosso país de altos salários dos Angolanos. Igualdade é igualdade de chances no início, mas não garantem o sucesso do objetivo de igualdade. Exigimos a demissão do conteúdo educacional estrangeira ideológica e ao vivo, aulas de menores, apoio individual para as crianças.

A aquisição dos professores como funcionários públicos para que a vida acontecer como um empregado somente após um período mínimo de cinco anos de trabalho bem-sucedido.

O apoio financeiro deve ser baseado no desempenho vinculados a evidência contínua. Na atribuição de fundos reciclagem normas cuidadosa e rigorosa tem que ser.

O apartamento fica a parte mais importante e formativo de cada estrutura social. Faltando três milhões de casas, um milhão de pessoas sem-teto são o resultado de uma equivocada, de propriedade de políticas hostis de todos os partidos em Luanda. A jurisprudência toma decisões incompreensíveis da propriedade hostil alimentação Inquilinato política. Isso deve ser alterado para que privada de um investimento sensato e, portanto, uma contribuição social racionalmente justificável é novo.

Mas enquanto arrendamento habitacional não é mais rentável e traz mais problemas do que benefícios para o proprietário, nenhuma melhora é esperada. Os regulamentos cada vez mais complexos no sector da construção e da abordagem de promoção de um lado para Casas Sociais dificultar a habitação.

Queremos uma promoção igual de privado a movimentação rápida e não burocrática de aplicações de planejamento, construção de regulamentos simplificar, acelerar os tempos de processamento, bem como a aprovação dos conceitos de orientação ecológica leves e baratos.

 FPA: APENAS 4 OBJECTIVOS POLÍTICOS

 

1 – O primeiro objectivo político é eliminar o regime politico da mafia dos assassinos e dos falsos angolanos do MPLA e dos traidores da UNITA, e apoiar todos os grupos do povo chegar ao poder e manter-se lá o maior tempo que for possível.


(Qualquer noção séria de interesse nacional não existe naquele partido, apenas existe cupidez.)

 

2– O segundo objectivo político é estar satisfeito por ser sempre um partido tão agradável, tão acomodatício para com as vontades e tãosimpático para com as pessoas que tem muito dinheiro.

 

(Por muito dinheiro entenda-se milionários  e “empresas do regime”, mais as respectivas famílias, amigos e interesses mutuamente partilhados).

 

3– O terceiro objectivo político consiste em enganar as pessoas.

 

Na ausência de qualquer discurso político que faça sentido,  torna-se necessário produzir um discurso falso de esquerda; visando convencer quem está distraído que o MPLA e a UNITA fizerão em angola, so a Oposição angolana verdadeira (FPA) e os seus partidos e grupos pode ajudar o povo angolano, remotamente de  esquerda ou que o MPLA nunca se preocupa com as pessoas pobres ou que passam dificuldades.

 

Que o MPLA e a UNITA se preocupa com o país, coisa que nunca aconteceu.

 

(O MPLA e a UNITA nunca se preocupou com pessoas pobres ou remediadas; ou com o bem estar geral; antes preocupou-se em agradar a interesses económicos que o poderiam levar ao poder para se manter lá o maior tempo que fosse possível).

 

4 -  O quarto objectivo político consiste em atacar a democracia como conceito e como sistema ao propor-se a “união nacional”  e a“coesão nacional” como objectivos últimos e definitivos.

 

(O FPA apenas quer que exista uma situação em que todas as pessoas acham o mesmo e pensam o mesmo; a divergência de opiniões está excluída nesta ideia de como o mundo deve ser. Como estamos todos “unidos”e todos a dizer a mesma coisa e todos bem comportados, todos estamos (estaremos) debaixo da mesma ideia de sociedade.  Isto chama-se totalitarismo).

 

-Enquadra-se dentro do primeiro objectivo a lógica de funcionamento do actual chefe;  uma pessoa notoriamente mal preparada para geriruma mercearia.

 

-Enquadra-se dentro do segundo objectivo a satisfação por sistematicamente fazer favores a interesses particulares. Por sistematicamente estar atrabalhar para desmantelar o Estado e a sua autoridade, que o FPA, partidoperfeitamente irresponsável e demagógico sempre procurou fazer.

 

-Enquadra-se dentro do terceiro objectivo pedir aos angolanos que deixem de pensar de forma critica, responsável e autónoma  e confiemno FPA. Que os angolanos passem cheques em branco…

 

Quando um partido político está desprovido de qualquer  programa político sério e consequente tem apenas uma opção: ser falso e produzir um discurso que aparenta ser de esquerda para assim melhor enganar as pessoas e convence-las que está genuinamente preocupado com elas.

 

Enquadra-se dentro do quarto objectivo político a promoção de uma política sistemática de divisão dos angolanos que o FPA produz sempre e consistentemente.

 

Em declarações públicas quer-se desmantelar os serviços de saúde e de educação. Ou diz-se o contrário disto para amaciar as pessoas.

Em declarações públicas produz-se um discurso de ódio aos desempregados, de discriminação sobre minorias, de divisão sistemática dos angolanos. Ou diz-seo contrário disto, falando em coesão social e nacional.

 

Beneficiados?

 

Os “amigos”, os interesses económicos que gravitam e absorvem. Os amigos do chefe. Os amigos de um regime politico da mafia dos assassinos do MPLA e dos traidores da UNITA com tendências totalitárias .

 

Beneficiados?

 

Não certamente o país ou os angolanos. Ou a política como arte supostamente nobre. Ou a democracia.

 

Partidos Políticos?

 

Liberdade de associação, permitindo,assim a formação de partidos políticos. O partido é uma organizaçãopermanente, em que os cidadãos participam voluntariamente, e quepretende exercer o poder nos vários níveis do Estado.        

 

Democracia nos partidos politícos angolanos

      

Uma análise do eleitorado, dos programas e dos estatutos dos partidos

     

Resumo

      

Em que medida a maior adesão dos partidos políticos a princípios e procedimentos  democráticos pode ser ideologicamente interpretada?  

 

Serão os partidos de  direita, comparativamente aos partidos de esquerda, e em especial de nova  esquerda, menos adeptos daqueles princípios e procedimentos?  

 

O objectivo  central do artigo é destrinçar a existência de compromissos ideológicos  subjacentes àquela adesão nos partidos políticos angolanos.

 

Conclui-se  que, ao arrepio do proclamado pelos teóricos da modernização cultural,  apesar de se poder reconhecer à esquerda uma maior adesão àqueles princípios  e procedimentos, não só não existe uma diferença significativa por comparação  com os partidos à direita, como o partido que manifesta maior adesão pertence  à esquerda tradicional, sendo a adesão observada pelo partido de nova  esquerda comparativamente menor.